COMO POSSO RESISTIR À TENTAÇÃO?




Não faz nem dez minutos que Karen está na festa quando vê dois garotos chegando com várias sacolas de compras. Não é difícil adivinhar o que há naquelas sacolas. Antes da festa, Karen tinha ouvido os mesmos garotos dizerem que haveria “muita bebida” ali.
  De repente, Karen ouve através de si uma voz conhecida: “O que você está fazendo aí parada, sua chata?” Ao olhar para trás, ela vê sua amiga Jéssica segurando duas cervejas que acabou de abrir. Ela oferece uma para Karen e diz: “Não vai me dizer que você é muito nova para se divertir!”
  Karen quer recusar. Mas a pressão para ceder é mais forte do que ela pensava. Jéssica é sua amiga, e Karen não quer ter a fama de chata, como a sua amiga a chamou. Além disso, Jéssica é uma boa pessoa. Se ela está bebendo, então qual o problema? ‘É só uma cerveja’, diz Karen para si mesma. ‘Não é como usar drogas ou fazer sexo.’
  Na juventude, as tentações surgem de várias maneiras. Geralmente envolvem alguém do sexo oposto. 
  É provável que você também enfrente tentações, e pode parecer que a pressão nunca vai acabar. A tentação constante pode ser comparada a alguém que bate sem parar em sua porta, ignorando o aviso “Não perturbe”. Você acha que a tentação está batendo em sua porta mais vezes do que gostaria? Por exemplo, sente-se tentado a fazer alguma das coisa abaixo?

  • Fumar
  • Tomar bebidas alcoólicas 
  • Usar drogas 
  • Ver Pornografia 
  • Fazer sexo
  • Outra 
  Se você se sente tentado em relação a alguns dos itens acima, não conclua que não serve para ser cristão. Você pode aprender a controlar desejos errados e a resistir à tentação. Como? Reconhecer o que está por trás da tentação pode ajudar.

CONSIDERE:
1. IMPERFEIÇÃO. A tendência de fazer o que é errado é comum a todos os humanos imperfeitos. Até mesmo o apóstolo Paulo, cristão maduro, admitiu honestamente: “Quando quero fazer o que é direito, está presente em mim aquilo que é mau.” (Romanos 7:21) Fica claro que, vez por outra, até a pessoa mais justa sente a influencia do ‘desejo da carne e do desejo dos olhos’. (1 João 2:16) Mas ficar pensando demais nas tentações para fazer o que é errado só vai piorar as coisas, pois a Bíblia diz: “O desejo, tendo-se tornado fértil, dá à luz o pecado.” – Tiago 1:15.

2. INFLUÊNCIAS EXTERNAS. As tentações estão em toda a parte. “A televisão e os filmes sempre tratam o sexo como algo atraente e muito empolgante. Raramente mostram as conseqüências negativas.” Trudy sabe por experiência própria como os colegas e a mídia podem exercer uma forte influência. “Aos 16 anos, eu achava que estava apaixonada”, lembra ela. “Minha mãe se sentou comigo e me disse que, se as coisas continuassem daquele jeito, eu acabaria ficando grávida. Fiquei chocada por minha mãe pensar daquele jeito! Dois meses depois, eu estava grávida.” Conta Trudy,

3. “DESEJOS PERTINENTES À MOCIDADE.” (2 Timóteo 2:22) Essa expressão pode incluir qualquer desejo típico da juventude, como querer ser aceito ou criar uma identidade própria. Esses desejos não são errados em si, mas, se não forem controlados, poderão fazer com que seja mais difícil resistir à tentação. Por exemplo, a forte vontade de ter uma identidade própria pode levá-lo a rejeitar os bons valores que aprendeu em casa. 

COMO RESISTIR
Deve-se admitir que essas influências são poderosas. Mas você pode resistir à tentação. Como?
▪ Primeiro, identifique a tentação que para você é a mais difícil de resistir. 
▪ A seguir, pergunte-se: ‘Quando é mais provável que essa tentação ocorra?’

(  ) Na escola (    )No trabalho (  )Quando estou sozinho(a)  Outra (  )

  Identificar quando uma tentação costuma ocorrer pode até mesmo ajudar você a evitá-la por completo.  Como exemplo, considere a situação descrita no início deste post. O que poderia ter dado a entender a  Karen que haveria problemas naquela festa? Como ela poderia ter evitado a tentação logo de início?
▪ Agora que você identificou a tentação e determinou quando é mais provável que ela ocorra, você está pronto para agir. Sua prioridade é descobrir como diminuir ou eliminar a possibilidade de se deparar com essa tentação.

 "Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar." 1 Coríntios 10:13

ESTEJA PREPARADO
  Quando Jesus estava “sendo tentado por Satanás”, Ele rejeitou a tentação imediatamente. (Marcos 1:13) Por quê? Porque Ele já sabia qual era a sua posição quanto aos assuntos levantados ali. Jesus já havia decidido obedecer a Seu Pai em todas as ocasiões. (João 8:28, 29) Ele realmente estava falando sério quando disse: “Desci do céu, não para fazer a Minha vontade, mas a vontade dAquele que Me enviou.” - João 6:38.
  Lembre-se de que, ao ceder a uma tentação, você se torna escravo dos seus próprios desejos. (Tito 3:3) Por que permitir que eles o controlem? Seja maduro e controle seus desejos, em vez de permitir que eles controlem você. (Colossenses :5) E sempre ore para que continue a fazer isso. – Mateus 6:13.

PARA VOCÊ PESAR:
▪ Será que criaturas perfeitas podem ser tentadas? — Gênesis 6:1-3; João 8:44.
▪ Quando você resiste a uma tentação, que efeito sua fidelidade tem sobre outros? — Provérbios 27:11; 1 Timóteo 4:12.

TENTE FAZER O SEGUINTE:
  Pegue uma bússola e a posicione de modo que no mostrador a agulha indique o norte. Agora coloque um ímã ao lado da bússola. O que acontece? A agulha deixa de apontar para a direção correta. Em vez disso, ela aponta para o ímã.
  Sua consciência é como uma bússola. Se for treinada do modo correto, ela apontará para o “norte” e o ajudará a tomar decisões sábias. Mas as associações prejudiciais, comparáveis a um ímã, exercem uma influência que pode distorcer seu critério no que diz respeito à moral. Qual é a lição? Procure evitar pessoas e situações que podem desorientar seu senso moral. —Provérbios 13:20.


SUGESTÃO
  Planeje o que vai dizer quando alguém o tentar a fazer algo errado. Não se preocupe. Você não precisa passar a impressão de ser o dono da verdade. Na maioria dos casos, basta dizer “não” de modo simples e confiante. Por exemplo, se um colega de escola lhe oferecer um cigarro, você poderá dizer: “Não o desperdice comigo. Eu não fumo.”

"Ao ceder a uma tentação, você se torna escravo dos seus próprios desejos."

1 comentários:

Amem! Palavra tocante, e Deus falando comigo.

Anônimo
6 de março de 2014 09:58 comment-delete

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!